Competidores são partes interessadas em um projeto?

competidores_150_150Temos observado duas correntes de pensamento no que se refere a competidores serem ou não partes interessadas em um projeto:

  1. São: Competidores são partes interessadas negativas.
  2. Não são: O Guia PMBOK® não cita os competidores como partes interessadas.

Então, qual das duas afirmações é correta?

O guia PMBOK® com certeza não fala nada sobre competidores. Isso, porém, não quer dizer que não sejam partes interessadas no projeto.

Continue lendo »

Matriz GUT – Gravidade, Urgência e Tendência

GUTMatriz de Priorização de GUT (Gravidade x Urgência x Tendência) foi proposta por Charles H. Kepner e Benjamin B. Tregoe, em 1981 como uma das ferramentas utilizadas na Solução de Problemas. É uma ferramenta de Qualidade usada para definir prioridades dadas as diversas alternativas de ação.

O objetivo desta ferramenta é priorizar as ações de forma racional, levando em consideração a gravidade, a urgência e a tendência do fenômeno, permitindo escolher a tomada de ação menos prejudicial.

Continue lendo »

O valor da certificação PMP® – Project Management Professional

certificacao_pmp_150_168O Project Management Institute (PMI®) é a principal organização mundial no que se refere a Gerenciamento de Projetos, fazendo um extraordinário trabalho no avanço da ciência e aplicação das modernas técnicas de gerenciamento de projetos, programas e portfólio. Visando auxiliar a garantir os mais altos padrões profissionais e éticos na comunidade de Profissionais de Gerenciamento de Projetos o PMI possui uma série de credenciais, dentre as quais se destaca a certificação Project Management Professional (PMP®).

Para entender a importância da credencial PMP é necessário que recordemos um pouco da história do Gerenciamento de Projetos moderno. O Gerenciamento de Projetos é descrito por muitos como a “ciência de conseguirmos obter os resultados”. No mundo orientado a negócios e mudanças rápidas que vivemos hoje, criamos padrões, técnicas e ferramentas de Gerenciamento de Projetos de modo a “obter os resultados”, de um modo rápido e eficiente.

Continue lendo »

Posso usar uma calculadora no exame PMP?

CalculadoraEmbora o exame não seja um teste de habilidades matemáticas e provavelmente você consiga fazer cálculos do nível primário de cabeça, uma calculadora é útil para calcular os resultados de diferentes fórmulas (principalmente as do Gerenciamento do Valor Agregado). Afinal, muitas pessoas, sob pressão, têm dificuldades em calcular ‘2+2’. Assim, verificar seus resultados com uma calculadora pode ser uma boa idéia.

Vários candidatos ao exame de certificação PMP têm me perguntado se podem ou não utilizar uma calculadora em seu exame PMP.

A resposta é não, atualmente os candidatos não podem mais levar uma calculadora consigo, dentro da área de exame. Antigamente era possível, embora a maioria dos centros Prometric não permitisse seu uso, substituindo-à por uma calculadora fornecida pelo próprio centro.

Continue lendo »

Como criar “braindumps”?

brain_dump

A tradução literal de brain dump seria algo como “despejo de cérebro”. Para o candidato a obter uma credencial, esta expressão se refere a uma técnica essencial para o dia do exame. O objetivo do brain dump é facilitar a escrita rápida de informação relevante para passar no exame, de uma forma que seja de fácil memorização.

Como funciona o brain dump? Antes de você iniciar seu exame, via  computador,  você vai ver um tutorial do exame para garantir que você entenda como realizar o mesmo. O tutorial tem a duração de 15 minutos. Porém, se você fez um bom curso de preparação, você já sabe como é o formato do exame e pode passar pelo tutorial em apenas 1 ou 2 minutos.

Continue lendo »

Índices de Capacidade do Processo

Os índices de capacidade do processo buscam relacionar a “voz do cliente” com a “voz do processo” visando responder à pergunta:: “meu processo é bom o bastante?”. Nesse artigo, informações sobre como realizar um estudo de capacidade (capability).


O que é flutuação BIPERT?

Uma pergunta tem caído no exame PMP, sobre um tema que praticamente ninguém ouviu falar: BIPERT Float (Flutuação BIPERT). Mas, afinal, o que é BIPERT?

A primeira resposta é que BIPERT seria simplesmente um erro tipográfico no exame. Posteriormente, começamos a receber relatos que realmente existiria uma flutuação BIPERT e que isto estaria caindo no exame.

Um aluno que fez o exame viu esta questão. Foi apresentado um diagrama de rede (PDM – atividade no nó), com aproximadamente 25 atividades e se solicitou encontrar uma atividade BIPERT!!! Outro aluno fez a prova e caiu a mesma questão: Um diagrama atividade-no-nó perguntando qual dos 4 nodos tinha uma “flutuação BIPERT”.

Continue lendo »

O uso de dados confiáveis na análise qualitativa dos riscos

Análise Qualitativa de RiscosO processo de realizar a análise qualitativa de riscos é o processo de avaliar o impacto e probabilidade dos riscos identificados. Este processo prioriza riscos de acordo com o seu efeito potencial nos objetivos de projeto. É uma análise subjetiva dos riscos, que depende da tolerância a riscos da organização e que requer dados precisos e não tendenciosos.

É realizado para determinar quais eventos de riscos devem ter uma resposta, determinar a probabilidade e o impacto de todos os riscos identificados, determinar quais riscos serão quantificados ao invés de se ir diretamente ao processo de planejar as respostas, documentar riscos não críticos ou não prioritários e a classificação geral dos riscos do projeto. Os riscos alta relevância ou prioridade exigem resposta imediata e são os primeiros candidatos para mais análise ou ação gerencial. Os riscos média relevância ou prioridade serão tratados logo a seguir e os riscos não críticos serão revisados durante a monitoração e controle

Continue lendo »

Tipo da empresa na seleção de fornecedores

Na área de conhecimento Gerenciamento das Aquisições (capítulo 12 do Guia PMBOK®), no processo “Planejar as aquisições”, um dos critérios para seleção de fontes (fornecedores) é tamanho e tipo da empresa: “A empresa do fornecedor pertence a alguma categoria específica como microempresa, com proprietária mulher, microempresa dirigida por grupos com desvantagens econômicas ou sociais, conforme determinação do comprador ou estabelecida por órgãos governamentais e definida como condição da adjudicação do contrato?”

Apesar do Guia PMBOK® pretender ser um padrão genérico e internacional, os redatores do capítulo de aquisições são na maioria especialistas na lei das licitações (FAR – Federal Acquisition Regulation – vide http://www.arnet.gov/far).

Continue lendo »